É possível explicar o comportamento dos millennials?

Está se tornando algo muito comum ouvir comentários ou encontrar artigos apontando e tentando explicar diferenças comportamentais dos millennials. A geração dos que nasceram entre 1979 e 1995 já é responsável pela falta de interesse no mercado automobilístico e declínio do imobiliário.

As explicações são geralmente bem simplistas: essa é uma geração mais preguiçosa, narcisista e sem foco que, logo, investem mais em acumular experiências do que posses de valor. Eles querem resultados rápidos e irrealistas, por isso não veem problema algum em mudar constantemente de posições de trabalho.

No entanto, a preocupação com as características do grupo conhecido também como geração Y. Eles se tornarão a maior parte da força de trabalho e, logo, a faixa mais importante de consumidores. Mas se é objetivo é entender suas prioridades e tomada de decisão para atingir esse público, é preciso ir mais longe.

Grandes eventos

Um dos motivos que pode explicar como os millennials se comportam é que eles viram eventos de escala global como o ataque terrorista de 11 de setembro e a Grande Recessão. Para a pesquisadora Angela Woo, outras gerações também foram testemunhas de grandes eventos que foram importantes na transformação social. No entanto, o que diferencia para a geração Y é que a era tecnológica deu a esses eventos mais publicidade criando uma consciência intensificada por teorias conspiratórias e mensagens sombrias.

Crise econômica

Outra questão que influencia o comportamento dessa geração é que muitos entraram no mercado de trabalho durante uma crise econômica. Com postos de trabalho escassos, salários baixos e custo de vida mais alto, fica mais fácil entender a decisão de sair da casa dos pais mais tarde (quando não ter que voltar para a casa deles) ou a dificuldade de poupar dinheiro.

É possível explicar o comportamento dos millennials?
Rolar para o topo
Exibir bot�es
Share On Facebook
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Esconder bot�es