Os Três Elementos do Carisma: 1 – Presença

Não importa sua situação na vida e seus objetivos individuais, uma das ferramentas mais importantes para o sucesso é o seu carisma pessoal. O carisma é o que permite que você comande uma sala, atraia outros para você e convença as pessoas de suas ideias. É um fator essencial para ser o tipo de líder que ganha seguidores dedicados, que estão dispostos a ir até os confins da terra por você. Homens carismáticos são vistos como simpáticos e poderosos, uma combinação dinâmica e irresistível que abre portas infinitas para eles.

O carisma pode parecer uma qualidade misteriosa – algo com que alguns homens nascem e outros não. Mas felizmente não é este o caso. Você não precisa ter ganhado na loteria do carisma genético, para se desenvolver em um homem com magnetismo poderoso.

Longe de ser um traço mágico e inexplicável, o carisma pode ser decomposto em um conjunto de comportamentos concretos, em grande parte não-verbais, que podem ser aprendidos, praticados e tornados naturais. Olivia Fox Cabane, autora de “The Charisma Myth”, coloca esses comportamentos em três categorias: presença, poder e calor. Quando habilmente combinados, esses três componentes produzem forte magnetismo pessoal.

Dedicaremos um post inteiro a cada um desses três componentes do carisma. Cada um fornecerá uma visão geral do componente, bem como dicas práticas para desenvolvê-lo e implementá-lo. Mais tarde, abordaremos a linguagem corporal carismática e, como nem todo estilo de carisma é apropriado para todas as situações, discutiremos quais comportamentos usar, ou não, para enfatizar as diferentes situações.

Para o post de hoje, vou começar falando sobre o primeiro componente do carisma:  a Presença.

Componente 01 do Carisma: Presença

Você já conversou com alguém e pode dizer que não teve a atenção completa desta pessoa? Como você se sentiu? Provavelmente um pouco irritado.

Infelizmente, parece que um número cada vez menor de pessoas está totalmente presente e envolvido com as pessoas com quem estão interagindo. Estar completamente envolvido em uma conversa provavelmente sempre foi um desafio, pois todos nós temos um pouco do narcisismo conversacional dentro nós.

Agora que os smartphones saturam a vida moderna, estar totalmente presente é ainda mais difícil. As pessoas hoje tentam (sem sucesso) mudar sua atenção entre dois mundos – o mundo real habitado pelas pessoas com quem estão fisicamente presentes e o mundo cibernético que os envia pelo telefone. Vá a qualquer restaurante no Brasil e você verá mesas de pessoas olhando fixamente para seus smartphones e dificilmente interagindo.

Este vídeo capta perfeitamente a maneira pela qual a tecnologia criou uma sociedade de pessoas que não assistem à tela.

A boa notícia sobre tudo isso é que agora é incrivelmente fácil diferenciar-se do grupo, simplesmente por estar totalmente presente com as pessoas e dar-lhes sua atenção completa.

Quando você pensa em carisma, você pode pensar em se fazer super impressionante para os outros. Mas o segredo paradoxal do carisma é que não se trata de trombetear suas boas qualidades, mas fazer a outra pessoa se sentir bem consigo mesma. O verdadeiro carisma faz a outra pessoa se sentir importante. Quando terminam uma interação com você, sentem-se melhor consigo mesmas do que antes.

Concentrar sua energia mental e emocional em alguém ao interagir é como você cria esse sentimento de importância. As pessoas fundamentalmente querem atenção – elas querem ser reconhecidas e percebidas.

E você não precisa ser extrovertido e social para ter e demonstrar carisma. Em O Mito do Carisma, Cabane cita o empreendedor de tecnologia Elon Musk como um exemplo de alguém que dominou a arte da presença carismática. Ele é incrivelmente inteligente e uma pessoa quieta por natureza; no entanto, ele contrabalança suas inclinações introvertidas com foco e presença intensos. Ele não precisa ser a vida extrovertida da festa para parecer magnético; em vez de conversar com todo mundo e oferecer um pouco de si mesmo para muitas pessoas, ele se concentra em dar atenção total e intensa a alguns; ao fazê-lo, ele os faz sentir incrivelmente especiais. O carisma não é necessariamente sobre quantidade, mas qualidade.

Transmitir a presença é um conceito simples, mas muitas vezes difícil de alcançar. Você não pode simplesmente fingir. As pessoas são surpreendentemente hábeis em decifrar seu interesse fingido. Para transmitir verdadeiramente a presença, você deve estar presente. É preciso uma quantidade significativa de força de vontade para concentrar toda a sua atenção na pessoa com quem você está agora. Mas, como todas as coisas, com a prática, fica significativamente mais fácil.

Abaixo estão algumas dicas sobre como desenvolver sua presença carismática:

Traga-se ao aqui e agora

A presença começa em sua mente. Se você sentir que sua mente está em outro lugar enquanto se envolve com alguém, experimente este pequeno exercício para trazê-lo de volta ao aqui e agora: concentre-se nas sensações físicas em seu corpo, que você frequentemente ignora. Pode ser sua respiração, ou pode ser a sensação de seus pés tocando o chão. Você não precisa gastar muito tempo meditando nessas sensações, apenas um ou dois segundos, que o levarão de volta ao momento em que você está compartilhando com essa pessoa.

Configure seus dispositivos em modo silencioso e coloque-os fora de vista

Isso serve a dois propósitos: primeiro, reduz a tentação de verificá-los enquanto você se envolve com alguém; segundo: envia uma mensagem forte para a pessoa de que você está em total atenção, e não a compartilha com o smartphone colocado na mesa (Aqui está um guia completo para balançar seu  hábito do smartphone).

Olhe a pessoa nos olhos quando ela está falando

Numerosos estudos mostraram que pessoas que fazem contatos visuais cm níveis mais altos de olhar com os outros, são percebidas como possuidoras de uma carga de características desejáveis, incluindo calor, honestidade, sinceridade, competência, confiança e estabilidade emocional. E não só o aumento do contato visual faz com que você pareça mais atraente em praticamente todos os aspectos, mas também melhora a qualidade dessa interação. O contato visual transmite uma sensação de intimidade as suas trocas, e deixa o receptor do olhar mais positivo sobre sua interação e mais conectado a você.

Acene para mostrar que você está ouvindo

Além do contato visual, uma maneira fácil de transmitir a presença é através da linguagem corporal e, mais especificamente, acenando com a cabeça. Mas seja judicioso com o aceno de cabeça. Uma superabundância pode indicar que você está tentando muito agradar e concordar com a pessoa, o que diminui sua percepção do seu poder. Além disso, acene apenas nos momentos apropriados; você precisa estar realmente ouvindo para saber quando um aceno faz sentido.

Faça perguntas esclarecedoras

Uma maneira fácil de mostrar a alguém que você está completamente por perto, é fazer perguntas esclarecedoras depois que ele ou ela tiverem falado. Por exemplo, você poderia perguntar: “Quando você diz ________, o que exatamente quer dizer?”

Outra grande questão esclarecedora nos vem do livro The Seven Habits of Highly Effective People, de Stephen Covey. Basicamente, você parafraseia o que a pessoa acabou de dizer e acrescenta: “Estou entendendo você corretamente?”

Em conversas mais casuais, pergunte às pessoas algo como: “Qual foi sua parte favorita disso?” Ou “Qual foi a parte mais difícil para você?” As pessoas realmente gostam de refletir e responder a essas perguntas.

Não pense em como você vai responder enquanto a pessoa ainda estiver falando

Todos nós temos a tendência de fazer isso. Nosso narcisismo conversacional interior quer estar pronto para entrar e começar a falar assim que houver uma abertura. Mas se você está pensando sobre o que você vai dizer, você obviamente não está ouvindo totalmente o que a outra pessoa está dizendo. É natural querer ter uma ideia do que você vai dizer antes de falar, mas não há problema em trabalhar sua resposta enquanto a está dando, abraçar a pausa. Como discutiremos no artigo sobre o “Poder”, os indivíduos de baixo status são os que mais falam e sentem a necessidade de preencher cada silêncio.

Praticar estes passos simples certamente deve levar você a se tornar uma pessoa mais carismática.

 

Anthony Oladipo

Fundador da escola E and A Language Services, Anthony Oladipo nasceu em Chicago, Illinois, Estados Unidos da América. Formado em Finanças pela Universidade de Trinity College em Illinois e com mestrado em economia pela Universidade de Yale. Possui mais de 30 anos de experiência empresarial nas áreas de Gestão e Administração no setor de Investimentos Bancários, detendo posições como Assistente Vice-Presidente e Gerente Regional de Vendas para TCF National Bank em Chicago, Illinois. Anteriormente atuou em uma Unidade de Investimento da Trust Trader na Van Kampen/Morgan Stanley, entre várias outras empresas do ramo de investimentos.

You May Also Like

Exibir bot�es
Share On Facebook
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Esconder bot�es